Ciclos menstruais irregulares

Consideram-se ciclos menstruais irregulares aqueles que distam 7+ dias
do ciclo anterior, em termos de duração (encontras esta explicação no meu ebook).

Mas vamos começar pelo princípio.
O ciclo menstrual é um barómetro de saúde.
Quando tudo está equilibrado, o eixo HPO (hipotálamo – pituitária – ovários) precisa de cerca de duas semanas para cumprir a maturação folicular, i.e., aproximadamente 14 dias para preparar e libertar um óvulo.
Depois, na fase lútea (pós-ovulatória), estimam-se mais 14 dias de duração do corpo lúteo – glândula temporária que segrega progesterona para espessamento do endométrio e evolução de gravidez se ocorrer fecundação.

Daqui resultam os “famosos” 28 dias.

Mas não somos relógios suíços e o ciclo é o resultado de uma dança gentil de hormonas, afectada pelos nossos cuidados gerais, alimentação, funcionamento da tiróide, níveis de açúcar no sangue, etc. e por isso precisamos de deixar de olhar o ciclo e a menstruação como algo que acontece por mero acaso, e que quando sai da caixinha dos 28 dias precisa ser “regulado” à força de pílula, anel ou outro contracetivo hormonal.

Para saberes se és de facto irregular, precisas anotar a duração dos teus ciclos durante 4 a 6 meses menstruais, a fim de avaliares o número de dias que distam uns dos outros, e tomar atenção à tua menstruação – cor, fluxo, com spotting inicial ou final, se apresenta coágulos, se tens dores, etc. (Se tens mais de 40 anos, e/ou se estás em perimenopausa, é possível que os ciclos comecem a apresentar novos padrões.)

É comum haver um ou outro ciclo irregular em mulheres férteis e saudáveis. Seja por motivo de férias/viagens, alterações pontuais no sono e alimentação mas ciclos menstruais irregulares crónicos e dolorosos são sinal que algo se passa e precisas despistar questões ao nível do funcionamento da tiróide, síndroma de ovários poliquísticos ou endometriose.

Se nenhuma destas condições se verificar, as causas mais comuns para a irregularidade passam por:

  • perimenopausa
  • questões relacionadas com peso (acima ou abaixo)
  • exercício intenso
  • dieta pobre em nutriente e/ou problemas alimentares
  • níveis altos de prolactina
  • existência de alterações uterinas (pólipos, miomas)
  • saída da contraceção hormonal
  • medicação

Podem existir causas mais raras, mas por serem pontuais não as vou referir neste post.

O que é preciso lembrar é que após a ovulação, a duração da fase lútea é constante (9-16dias), por isso as irregularidades costumam estar relacionadas com falha ou dificuldade ovulatória, que fazem alongar a fase folicular (espreita aqui).

Ao conheceres ao teus ciclos, compreendendo a forma como se desenham em termos de duração e menstruação, é possível ajustares as tuas práticas quotidianas no sentido de os “regulares”, teres menos dores, melhorares timing e consistência ovulatória e conseguir uma melhor saúde menstrual.

Se queres engravidar e não estás habituada a prestar atenção a todas estas coisas, os ciclos irregulares, podem dificultar-te um bocadinho o processo uma vez que a janela fértil vai ter uma localização variável no ciclo mas isso não torna a conceção impossível (lê este post sobre uma gravidez resultante de uma ovulação a dia 68 de ciclo!).
Apesar do ideal ser começares por restabeleceres o equilíbrio dos ciclos, é possível aprenderes a identificar a tua janela fértil num ciclo irregular – seja para engravidar ou para não.

O “ai e tal não resulta” é desculpa de mau pagador e de quem está completamente a leste dos indicadores de fertilidade e do funcionamento do seu próprio corpo.
Se estiveres atenta aos sinais, e se aprenderes a cruzá-los e interpretá-los, esquecendo tudo o que te disseram (que tens ovulações a meio do ciclo, que estes devem ser de 28 dias, que o “corrimento” é um nojo e que não serve para nada, e que não tens responsabilidade nenhuma sobre a forma como o ciclo se manifesta em ti), na verdade, é canja! 😉

Bons ciclos!

NEWSLETTER

 

Detestas ter a caixa de correio cheia de emails? Eu também. Prometo só dar notícias de vez em quando!

Fechar
Este site utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação.