Pela dignidade das mulheres

Porque a dignidade também se faz destas coisas, é preciso recordar que em Portugal (também) há mulheres a viver nas ruas ou a socorrerem-se das ajudas pontuais de associações que fazem distribuição de bens e comida a quem mais precisa.

Esquecemo-nos com frequência que muitas destas mulheres, porque as há cada vez mais jovens, menstruam.
Ter de escolher entre comprar comida ou pensos higiénicos não devia ser uma realidade, mas é…

O ano passado, a minha mãe perguntou-me se não teria uma ou outra mala que já não usasse e que pudesse rechear com bens de primeira necessidade para entregar a estas mulheres. Fiquei a perguntar-me como nunca tinha pensado nisto…

Porque todas temos malas que não usamos, porque podia ser connosco e porque somos responsáveis pelo bem que está ao nosso alcance, este post destina-se a sensibilizar-vos para a possibilidade de poderem fazer a diferença na vida destas mulheres.

Por isso, vão ao armário, peguem numa mala que não usem, coloquem pensos, toalhitas, analgésicos e tudo o que que possa ser útil… Depois, levem-na convosco e entreguem a quem precisa.
Se não identificam ninguém nas imediações das vossas zonas de residência e/ou trabalho, contactem as associações da v/ zona.

Partilhem a dignidade✨

Créditos das imagens e vídeo: Campanha #thehomelessperiod Março 2015/UK.

NEWSLETTER

 

Detestas ter a caixa de correio cheia de emails? Eu também. Prometo só dar notícias de vez em quando!

Fechar
O site usa cookies para melhorar a tua experiência de navegação.