pH vaginal

O pH vaginal é daquelas coisas de que pouco ou nada se fala (*) e é pena uma vez que é essencial à boa manutenção da nossa flora vaginal – e por isso, ao nosso bem estar íntimo – e um dos fatores a ter em conta quando queremos engravidar.

A nossa vagina é naturalmente ácida – para se proteger de infeções – e tem a capacidade de se auto-regular a fim de garantir um ambiente vaginal propício à manutenção de uma fertilidade ótima.
Os valores encontram-se habitualmente, numa vagina saudável, entre os 3.8 e os 4.5 mas oscilam naturalmente durante o ciclo menstrual devido à ação das hormonas.

Durante a ovulação, sob ação hormonal, o pH da vagina altera-se a fim de se compatibilizar com o sémen que é naturalmente alcalino (7.1 a 8.0). Estima-se que valores de pH vaginal abaixo de 6.0 interfiram na motilidade do esperma (i.e., na sua capacidade de se deslocar) e, por isso, nas tentativas de conceção.

Mas um ambiente vaginal alcalino dá espaço ao aparecimento de infeções, como a vaginose bacteriana ou a candidíase.
Ambas se transmitem sexualmente e uma vaginose, que pode permanecer silenciosa e sem apresentar sintomas, quando não tratada está na origem de complicações sérias de saúde no médio prazo e dificuldades durante a gravidez.
Portanto, o que queremos é dar suporte ao nosso corpo para que consiga flutuar de acordo com as suas necessidades na escala de pH.

Se identificas algum destes sinais, é possível que estejas em desequilíbrio e deves consultar um médico logo que possível:

  • Alterações no cheiro do teu muco
  • Descargas vaginais fortes ou frequentes
  • Infeções recorrentes
  • Comichão ou ardor na zona da vulva e/ou vagina

Entre as coisas que afetam o pH contam-se, para além das mais-ou-menos óbvias (como uma alimentação desadequada, o reduzido consumo de água, os níveis de stress elevados ou a idade):

  • a utilização de líquidos de lavagem ou lubrificantes perfumados e não “sperm-friendly”
  • baixos níveis de estrogénio (motivo pelo qual as mulheres que estão em contraceção hormonal costumam ter candidíases de forma mais recorrente que as outras mulheres)
  • desequilíbrios hormonais
  • excesso de peso
  • níveis de açúcar no sangue desequilibrados
  • alterações no colo do útero
  • alguns medicamentos

entre muitas outras coisas por vezes tão simples como o cloro das piscinas!…

Para manteres o teu pH saudável, tem em conta o seguinte:

  • Usar água tépida nas tuas lavagens
  • Mudar os teus produtos de recolha menstrual regularmente
  • Protegeres-te de IST’s
  • Não utilizar produtos perfumados
  • Não fazer duches vaginais
  • Utilizar roupa interior de algodão
  • Optar por lubrificantes “amigos-do-pH”, como o Bioglide
  • Fazeres uma caixa de óvulos vaginais destinados a este propósito

Para terminar, e lembrando sempre que não há soluções iguais para todas as mulheres, e daí a importância de um acompanhamento personalizado porque precisamos olhar “o todo”, deixo-te com um testemunho que recebi recentemente sobre este tópico.

Patrícia! Ora viva! Venho dar boas notícias! Engravidei e ca já estou há dois meses com um coraçãozinho a palpitar dentro de mim! Queria agradecer a sua pronta resposta relativamente à potencial prática de atividade física intensa – natação federada – e a sua potencial influência no muco vaginal e, por conseguinte, na fertilidade. Coincidência ou não, após abandonar por completamente o treino aquático, tive oportunidade de restabelecer o meu equilíbrio vaginal. No segundo mês senti que o meu MV já correspondia ao esperado (…)
Dois dias com ausência de menstruação não me deixaram com margem para dúvidas! A eco também não: um corpo lúteo à esquerda e milímetros de um enorme amor!
(…) este fim de semana estarei reunida com colegas de equipa e darei a noticia! Muitas delas, apesar de estarem noutra fase da vida, com outra idade e já mães, ainda pensam em engravidar. Vou aconselhar-lhes justamente o que me aconselhou! O cloro é extremamente agressivo na vagina (sim, entra água!). Tal como disse “pequenas coisas fazem a diferença”!!

Por isso, lembra-te que o ambiente conta, a flora vaginal conta e um pH equilibrado também.
Vagina saudável + fertilidade melhorada 😉

Bons ciclos!

NEWSLETTER

 

Detestas ter a caixa de correio cheia de emails? Eu também. Prometo só dar notícias de vez em quando!

Fechar
O site usa cookies para melhorar a tua experiência de navegação.