Portugal, do que é que estás à espera?

Foi com um misto de entusiasmo e nervosismo que recebi o convite da Natural Family Planning Teachers Association (NFP) no meu mail há semanas atrás.

Fundada na década de 80 por dois ginecologistas com o objectivo de educar as mulheres para a gestão natural da sua fertilidade com base no método simpto-termal, a NFP rapidamente se espalhou internacionalmente e continua ao dia de hoje a ser uma referência nesta área.

Em Outubro estarei em Birmingham como única palestrante convidada na reunião anual da NFP, para apresentar o meu trabalho na área das representações sociais do corpo e seus impactos na fertilidade feminina.

Ver o meu trabalho reconhecido lá fora enquanto Portugal continua adormecido e pouco interessado em se abrir ao diálogo ou em olhar para novas evidências, sem promover estratégias de educação para a manutenção e gestão da fertilidade (para prevenir os níveis quase epidémicos de infertilidade que se registam no nosso país), faz com que este convite tenha um sabor agridoce… Ainda assim, fico feliz em ir enquanto espero novos e bons ventos por cá.

Resta-me agradecer a todas as que têm confiado em mim e no meu trabalho, para as acompanhar no seu processo individual de aprendizagem e auto-conhecimento.
Às mulheres e casais, aos técnicos de saúde e médicos (sobretudo de clínica geral) que me vão contactando em busca de outras respostas, o meu muito obrigada. Este caminho não seria possível sem vocês.

Levo-vos no pensamento até Birmingham ✨

NEWSLETTER

 

Detestas ter a caixa de correio cheia de emails? Eu também. Prometo só dar notícias de vez em quando!

Fechar
Este site, à semelhança de tantos outros, utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação.