cancro de mama

Cancro da mama

O cancro da mama é o cancro mais comum nas mulheres a nível mundial.

Outubro é mês de campanhas internacionais de sensibilização mas pensar no assunto uma vez por ano, comprar produtos com a fitinha rosa e fazer uma mamografia de rotina não basta, quando o que se pretende é atuar de forma preventiva e no sentido da saúde.

Estas são as três regras da prevenção:

1ª – NÃO ESQUECER O AUTO-EXAME

  • É fácil e gratuito, e a melhor forma de detetares precocemente qualquer sintoma que possa exigir cuidado.
  • Se estás livre de contraceção hormonal, o melhor dia para fazeres a palpação das mamas é o 7º dia de ciclo.
  • Podes fazê-lo no banho, percorrendo axilas e peito com dois dedos (indicador e dedo médio) em movimentos circulares.
  • Podes ainda observar-te ao espelho, com as mãos colocadas das ancas, para veres se alguma coisa te parece “diferente”.

O que queremos despistar com o auto-exame?

  • Um caroço na mama ou na axila
  • Inchaço numa parte da mama
  • Pele irritada ou “abaulada” em parte da mama
  • Vermelhidão ou escamação na pele da mama ou do mamilo
  • Dor no mamilo e/ou inversão do mesmo
  • Descarga líquida do mamilo (inclui sangue)
  • Alterações no tamanho ou formato da mama
  • Dor em qualquer parte da mama

Determinados tipos de cancro da mama não apresentam qualquer sintoma.

2ª – CONHECER OS FACTORES QUE INFLUENCIAM O CANCRO DE MAMA para poderes avaliar o teu grau de risco.

  • Idade
  • Histórico pessoal e/ou familiar de cancro da mama
  • Mutações genéticas
  • Menarca (primeira menstruação) antes dos 12 anos
  • Não ter filhos, gravidez tardia ou parto prematuro
  • Menopausa após os 55anos
  • Excesso de peso ou obesidade após a menopausa
  • Terapia hormonal de substituição na menopausa
  • Alguma contraceção hormonal oral
  • Tratamentos de fertilidade prolongados com citrato de clomifeno (Clomid®, Indux®, Serofeno®)
  • Consumo regular de álcool
  • Vida sedentária e sem prática de exercício físico
  • Fumar
  • Trabalhar em turnos noturnos
  • Densidade mamária
  • Exposição a substância carcinogénicas

3ª – CUIDAR DE TI todos os dias

  • Mantém um peso saudável
  • Pratica exercício físico com regularidade (>4horas/semana)
  • Amamenta (se possível)
  • Evita contacto com substâncias carcinogénicas
  • Limita o consumo de álcool
  • Reduz a exposição a radiação desnecessária (raios X e outros exames médicos com radiação apenas quando estritamente necessário)
  • E se utilizas contracetivos orais ou fazes terapia hormonal de substituição, procura um médico que te ouça e discuta contigo as melhores opções para ti, avaliando contigo os teus factores de risco.

[Se tens implantes mamários, sabe que recentemente descobriu-se uma ligação entre os implantes e o risco acrescido de um tipo raro de cancro (linfoma anaplástico de grandes células). Informa-te junto do teu médico.]

Bons ciclos!

 

Fontes: 
Centers for Disease Control and Prevention
Breast Cancer Prevention Partners
Breastcancer.org

Carrinho Item Removido. Desfazer
  • Nenhum produto no carrinho.