O calendário e apps

Já ouviste decerto falar no Método do Calendário para fins contracetivos (que, apesar de ser um método natural de controlo da fertilidade, não deve ser confundido com o Método Natural de Fertilidade – MNF). Muitas aplicações de smartphone para controlo de fertilidade utilizam-no exclusivamente e não é raro encontrar mulheres que logram as suas expetativas em engravidar através deste método.

Porque é que isto acontece?

Essencialmente porque o Método do Calendário estima uma média de dias de ciclo, sugerindo que a ovulação ocorre a meio do mesmo. Ora isso seria verdade se a ovulação não estivesse dependente de um equilíbrio hormonal delicado e onde os fatores externos também impactam. Em rigor, uma mulher com ciclos regulares de cerca de 28 dias, encontrará o seu meio de ciclo a dia 14 mas isso não significa que não possa ovular dias antes num ciclo e dias depois no outro. Caso tenha uma fase lútea deficitária pode até ovular a dia 18 ou a dia 19 de ciclo!

No geral, estima-se que apenas 30% das mulheres ovulem dentro da janela usualmente apontada como fértil (entre os dias 10 e 17).

Convém também lembrar que o ciclo menstrual é composto, por sua vez, de dois ciclos: o ovárico e o uterino, pelo que o facto receber sangue mais ou menos cíclico, isso nem sempre significa que esteja a ovular de forma consistente.

Cruzo-me com mulheres que não conhecendo os sinais do seu corpo, recorrem a testes de ovulação, frustrando-se nos resultados obtidos porque estes “não funcionam”, qd em rigor, muitas vezes, estamos apenas perante falha humana: não conhecendo os sinais do corpo, acabo por fazer os testes fora da minha janela fértil…

O nosso corpo é uma máquina extraordinária que procura o máximo de eficiência para garantir a nossa sobrevivência. Quando estamos em desequilíbrio, facilmente reduz o seu funcionamento ao esforço essencial e a ovulação é uma das funções que pode temporariamente ficar em stand by.

Quais os sinais da ovulação, o que podemos fazer para a garantir, para que serve e como a otimizar, são alguns dos tópicos abordados no Círculo Perfeito (nos workshops e nas sessões individuais).

E se ainda não conheces os teus indicadores de fertilidade, experimenta  começar com a ajuda do meu ebook 😉

Bons Ciclos,

NEWSLETTER

 

Detestas ter a caixa de correio cheia de emails? Eu também. Prometo só dar notícias de vez em quando!

Fechar
Este site utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação.